Topo
Agenda

NOTICIAS

AMIGOS
SOCIAL

entidade mediadora

As Entidades Mediadoras ( Agências de Mediação, ou Organismos Acreditados) são entidades sem fins lucrativos, cujas funções e atribuições são definidas pela Convenção de Haia sobre Adopção Internacional e a legislação dos países onde operam. São alvo de autorização, fiscalização e acompanhamento pelas entidades centrais de cada país. (A entidade central Portuguesa em matéria de adopção internacional é o Instituto da Segurança Social.)

A Bem me Queres foi autorizada a exercer a actividade mediadora ( apoio a candidatos residentes em Portugal na adopção de crianças estrangeiras), pela portaria nº 1267/2009 de 16 de Outubro, para os seguintes países: Bulgária, Brasil, China, Colômbia, Filipinas e Ucrânia.
 

A autorização ao exercício da actividade de mediação da adopção internacional é o primeiro passo para que uma entidade de mediação comece a trabalhar, pois para o poder realizar na prática, é necessário a autorização das entidades competentes do país de origem das crianças..

Através de um acordo de cooperação com a Family National Association (Bulgária), a BMQ foi autorizada pelo Ministério da Justiça Búlgaro, em 13 de Maio de 2010, a exercer esta actividade na Bulgária.

Os serviços de mediação da BMQ, consistem em:
 

1º Apoio e elaboração do processo de candidatura dos candidatos (obtenção de documentos, traduções, autenticações, etc.

2º Envio do processo, que inclui certificado de aptidão para a adopção internacional e  relatório psico-social (emitidos pelos serviços de adopção da Segurança Social ou Santa Casa da Misericórdia) para o pais seleccionado

3º Acompanhamento do processo nas várias fases, no respectivo país (análise, aceitação da candidatura e espera de proposta de criança);

4º Depois de proposta e aceite a(s) criança(s), acompanhamento dos candidatos ao país (com técnico português que faz a viagem com os candidatos ou através de técnicos locais) para apoio jurídico, psicológico, logístico, tradução, etc.;

5º De regresso a Portugal, apoio nos trâmites legais a efectuar e acompanhamento pós-adopção quando os paises de origem assim o exigirem.

Ficaremos sempre por perto para o que for necessário, pois passaremos, com certeza, a sentirmo-nos muito próximos.

Ao longo do processo é disponibilizado aos candidatos um programa de formação/informação com sessões de preparação (individuais e em grupo) para a adopção internacional que versarão temas desde “ As especificidades culturais do pais escolhido” até “O que convém levar na bagagem quando formos buscar o nosso filho”.

Este trabalho,  não pode ser realizado apenas por voluntários e tem custos, assim os serviços serão cobrados aos candidatos.

Actualmente a Bem me Queres só está a mediar processos de adopção internacional de crianças oriundas da República da Bulgária. Ver mais informações sobre a adopção neste país, neste site, na página Países.
 

 

Entidades Mediadoras Estrangeiras a operar em Portugal (Adopção de crianças portuguesas por cidadãos de outras nacionalidades)
 

- DanAdopt – Sociedade Dinamarquesa de Apoio Internacional à Criança – Sede em Hovedgaden, 24 3460 Birkerod, Dinamarca

- Brás Kind – Familien fur Kinder, Sede em Dudendorf – Suíça

- AFA – Agencia de Adopção Francesa, Sede em Paris - França

- AGAPE - ONLUS - Itália

Bem Me Queres 2011 -2017 - Todos os direitos reservados   Elaborado por: FormaWeb